Archive for fevereiro, 2011

Hard Candy

10/02/2011    Postado em Textos
 

Acho que minha geração inteira conhece as balas Soft. É um dos ícones da época, junto a coisas como Caverna do Dragão e os Trapalhões. Balinha gostosa, doce, mas danada de dura e já fez muito marmanjo por aí engasgar feio. Essas engasgadas lhe renderam uma má fama. Escutei várias vezes que era perigoso chupar bala Soft, podia entalar na garganta, e aí… já viu. Estranho, mas, depois de todo esse tempo, até quem engasgou com a danada lembra dela com certo saudosismo. Mais estranho ainda, saudosos de seus lados bom e ruim, não como quem lembra de um defunto e esconde seus defeitos que todos bem conheciam.

Leia Mais

Sem Comentários

Penitência

03/02/2011    Postado em Textos
 

Todos, literalmente todos os pais que conheci até hoje ensinaram a seus filhos que não se deve falar com estranhos. Nem todos os filhos seguem esse ensinamento, alguns por rebeldia e outros por inocência. Deve haver uma terceira ou quarta categoria de desobedientes, mas nenhuma delas é importante. Porque todos os filhos deveriam seguir esse conselho. Ignore a parte de olhar para os dois lados da rua antes de atravessar, se você gosta de viver perigosamente. Mas, acredite, falar com estranhos pode ser uma imensa roubada. Do tipo que faz ateu rezar.

Leia Mais

Sem Comentários